terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

o que acham?


O que acham que custa mais: amar e saber que não somos correspondidos 
ou amar e não sabermos o que a outra pessoa sente?

32 comentários:

  1. na minha opinião, acho que deve ser o amar e não ser correspondido , uma vez que quando não se sabe o que a outra pessoa sente tem-se sempre a oportunidade de descobrir * right ?

    ResponderEliminar
  2. o que deve custar mais é amar e não sermos correspondidos, é sempre uma desilusão! mas amar e não sabermos o que a outra pessoa sente também é mau, estamos sempre na dúvida...

    ResponderEliminar
  3. amar e não ser correspondido ! porque não saber o que a outra pessoa sente é mais fácil de controlar, tenta-se perceber e reza-se para que seja mútuo :P

    ResponderEliminar
  4. Amar e não ser correspondido, sem dúvida.. porque enquanto não sabes o que a outra pessoa sente, tens sempre aquela pequena esperança, há sempre algo que te deixa com um sorriso parvo na cara

    ResponderEliminar
  5. ambas custam, mas a segunda é bem pior

    ResponderEliminar
  6. Ambas são difíceis, mas a segunda custa sempre mais.

    ResponderEliminar
  7. R: Obrigadaaaa, já me tinham falado da série Pretty Little Liars, a ver se vejo **

    ResponderEliminar
  8. Eu acho que não há métrica para quantificar qual deles é pior ou melhor, ambas as situações são dificeis :(

    ResponderEliminar
  9. Acho que nenhum dos dóis. Acho que dói amar e a outra pessoa, infelizmente, já não estar cá e sabermos que não há volta a dar.

    ResponderEliminar
  10. Amar e não ser correspondidos... Sei bem o que isso é!

    R: Filmes? Chama-lhe filmes, chama xD

    ResponderEliminar
  11. amar e não sabermos o que a outra pessoa sente por nós! caso ela não queira nada conosco já sabemos e podemos partir para outra :)

    ResponderEliminar
  12. Depende. Se por um lado saberes que a pessoa em questão não te ama de volta "corta" um bocado a ilusão e às vezes te ajuda a esquecê-la, não saber deixa-te sempre com aquela pequena esperança que não queres que acabe, porque enquanto não sabes continuas a ter 50% de probabilidade de ele também gostar de ti, e isso, apesar de poder ser uma ilusão, por vezes torna-se um pouco confortante.

    ResponderEliminar
  13. Se não souberes o que a outra sente e mais tarde descobrires que sentia alguma coisa, acho que é pior.
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  14. Boa pergunta! Acho que a segunda custa mais.

    ResponderEliminar
  15. Acho que a primeira doí mais, a segunda causa ânsia, mas pode ser resolvido e acabar em felicidade. A primeira é uma dor mais "definitiva"

    ResponderEliminar
  16. são as duas difíceis, mas eu diria que amar e não saber o que a outra pessoa sente é pior, porque quando não és correspondido sabes que, embora doa muito, tens que seguir em frente; enquanto que, quando não sabes o que a outra pessoa sente torna-se mais "doloroso", porque nem sabes se essa pessoa está interessada ou não e acabas por sofrer e ficar na "corda bamba"...

    xo

    ResponderEliminar
  17. Ambas são más , mas acho que a primeira é mais dificil , porque se , se quer descobrir , consegue-se muito facilmente

    ResponderEliminar
  18. Eu preferia sentir tudo e de diversas formas a nao sentir nada, assim preferia amar mesmo nao sendo correspondida, ou nao sabendo o que outro sente, desde que sentisse. Mas claro, nao saber o que outro sente rapidamente se resolveria, ja a 1 questao...é deixar as maos no destino, ou lutar para.

    ResponderEliminar
  19. é uma pergunta complicada, mas acho que é a primeira :s

    ResponderEliminar
  20. Sem dúvida alguma a segunda hipótese. Uma coisa é teres a certeza, por muito que te possa magoar. Tens uma resposta, não viver na dúvida porque para o bem ou para o mal sabes o que a outra parte sente. Agora viver sempre naquela incerteza, na insegurança, naquela montanha-russa que uma pessoa nunca sabe quando vai subir ou quando vai descer sempre a questionar as verdadeiras intenções de um sorriso, de um acto mais simpático para connosco... God isso é sufocante.

    ResponderEliminar
  21. A segunda é a que custa mais pois estarás sempre na dúvida ao menos na primeira sofres mas sabes que não é não!

    ResponderEliminar
  22. Acho que a primeira é a pior, na 2ª ainda há esperança que seja correspondido.

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  23. r: Hahaha, exagerei propositadamente, mas se começasse logo de manhã e terminasse a sessão cinematográfica à noite, era bem capaz. Já fiz algo parecido com a série Mentalista xD

    ResponderEliminar
  24. A segunda opção porque traz muito mais instabilidade e vivemos constantemente na incerteza.

    ResponderEliminar
  25. Amar e não saber o que a outra pessoa sente deve ser pior.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  26. Olha, já passei pelas duas e cada uma à sua maneira é má!

    ResponderEliminar
  27. Talvez amar e não ser correspondido! Gostares de alguém e saberes acima de tudo que o noutro não nutre tais sentimentos por ti, é doloroso, arranca-te as esperanças e o pouco de amor que tens.
    Por outro lado, também viver na ignorância pode ser um bem ou um mal. A ignorância é algo que nem todos podemos ter, dá-nos esperanças e estar apaixonado é lindo! Mas viver com uma incerteza é complicado de lidar com.

    ResponderEliminar