terça-feira, 5 de agosto de 2014

interesses é tudo!


Estou farta do meu primo! O miúdo tem 11 anos mas sabe bem aquilo que faz. E o que faz deixa qualquer um de cabelos em pé.
Passo a citar algumas das atitudes dele: chega a minha casa todos os dias à hora de almoçar ou jantar, senta-se à mesa e fica à espera que lhe sirvamos a comida; pede todos os dias 2€ ou mais à minha avó para no dia seguinte poder ir para a piscina com os amigos; passa as tardes todas metido em minha casa (quando não está bom tempo para ir para a piscina) e fica colado ao que estou a fazer - telemóvel, computador, televisão, comer, ... -; não tem respeito por ninguém e não entende que simplesmente há coisas que não se fazem e não se dizem e ainda é capaz de fazer as coisas mil vezes depois de lhe pedirmos para as não fazer; perdeu a vergonha toda e é capaz de pedir tudo e mais alguma, mesmo depois de ter sido recusada vezes e vezes sem conta; dá cabo da paciência à minha cadela, que tem um coração frágil e que a qualquer instante pode ter um ataque...
Faz todas estas coisas e ninguém lhe pode dizer, porque é um menino frágil cujo pai está fora do país; cuja mãe pouco ou nada se importa com ele; cuja avó o protege porque ele é um "coitadinho" e cuja madrinha é minha irmã e por isso tem pena dele.
Tudo bem, o miúdo tem problemas, mas ele é malandro, é mal criado, é arrogante, é prepotente e maniento. Tem 11 anos, podia ter passado para o 7º ano, mas tal não aconteceu porque reprovou no 2º e no 5º anos, porquê? Por tudo aquilo que eu disse, porque só se importa com a brincadeira, porque só se importa em ter um telemóvel da marca x, um tablet da marca y, sapatilhas e roupa da Adidas e Nike, porque os pais não querem saber dele e eu me cansei de lhe dar explicações sem receber nada em troca e de o ver diariamente a borrifar-se para as coisas que eu lhe tento explicar.
Tenho pena da criança? Neste momento, não. Apenas sou capaz de o olhar com desprezo por se ter tornado no que é - um interesseiro. Porque hoje não encontro outro adjetivo para o caracterizar.

17 comentários:

  1. O que esse miúdo precisa é de dois pares de estalos bem dados na cara e de regras !! Desculpa a "violência" mas é isso que eu acho 😐

    ResponderEliminar
  2. Dá tu uns beliscões, assim como quem não quer a coisa ! Pode ser que te comece a obedecer a ti. Ou então castigos, funcionam sempre às mil maravilhas :p
    Quanto à questão da hidratação... Pois, é verdade!! Há coisas que facilmente podemos controlar bebendo água :D

    ResponderEliminar
  3. credo, eu passava-me! tenho uma sobrinha com a mesma idade que é totalmente o oposto, é querida com todos, é excelente aluna, comporta-se como uma adulta, não chateia ninguém, atura um irmão de 6 anos que é um terror sempre a brincar nunca descansa, sempre a mexer-se, ainda assim ela tem paciência e toma conta dele.
    fogo depois de tudo o que descreveste vou começar a valorizar mais a sobrinha que tenho.

    ResponderEliminar
  4. Depois de ler isto fiquei parvinha :o
    Ai eu não tinha paciência :o

    ResponderEliminar
  5. Concordo com bocado com a Bia. Acho que hoje os jovens são quase todos assim, um bocado manientos e sobretudo muito superficiais, só se importam com as marcas das roupas e não com a personalidade, com o que é que vão fazer do futuro.

    ResponderEliminar
  6. Concordo plenamente com a Bia. Sou contra a violência mas neste caso não há volta a dar!

    ResponderEliminar
  7. Não podia estar mais de acordo com os comentários acima. Penso que lhe deves dar castigos e quem está a tomar conta dele deve educá-lo, até porque quanto mais cedo melhor. Se ele continuar assim, ninguém vai conseguir ter mão nele mais tarde. :/

    ResponderEliminar
  8. Ai, eu não tinha paciência.. Já muita paciência tens tu!

    ResponderEliminar
  9. Infelizmente tambem conheço miudos e miudas assim! -.-


    *Beijinhos*
    Caty<3
    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Mesmo que fosse "coitadinho" não deviam tê-lo apaparicado quando era mais novo. Isso só contribui para que fique mimado e insuportável.
    Eu não tinha paciência, garanto-te.

    ResponderEliminar
  11. Ele não anda a agir bem, mas o certo é que as ações dele têm por trás um contexto familiar complicado. Não que isso justifique o que ele faz, mas contribui. Espero que consigam educar o menino da melhor forma, que ele cresça como um cidadão mais consciente e com melhores comportamentos e que lhe deem também muito amor por causa da carência parental que aí há!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  12. Já conheci uma ou duas crianças do mesmo estilo e não tenho paciência. O pior é que os pais ou responsáveis pela criança podem perfeitamente evitar estas situações e parece que simplesmente não se importam. Se não querem filhos não os façam. Tão simples como isso.

    ResponderEliminar
  13. Como consegues? Não suporto crianças que não tenham respeito por ninguém e que façam constantemente o que lhes apetecem...
    Acho que todos percebemos que o teu primo tem problemas familiares mas, isso não faz dele um "coitadinho". Cabe a todos nós passar por cima dos nossos problemas e tentar fazer de nós as melhores pessoas que conseguimos ser. Enfim, boa sorte com ele se calhar vais ser tu que pões ordem :p
    r: Eu bem gostava de ver as tuas respostas ehehe achei uma tag mesmo interessante

    ResponderEliminar
  14. Esta canalha de hoje em dia está perdida!
    Se eu me atrevesse a tratar mal alguém levava logo dois pares de estalos! Que fará se fosse constantemente!

    ResponderEliminar