segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

o que os outros descobriram antes de mim


Durante toda a minha vida nunca fui de papar injustiças. Nunca fui, disse o que tinha a dizer nos momentos de decisão, tomava partido daqueles que considerava serem injustiçados e revolucionava mundos e fundos para que a justiça prevalecesse. E durante toda a minha vida - à custa destes atos, visto por uns como heroicos, por outros como forma de me sobressair - ouvi a frase "Mas tu és alguma advogada de defesa?" ou parecido. Desde sempre o bichinho da defesa e da advocacia viveu dentro de mim. É assim que sou.
E só há bem pouco tempo percebi isso, quando a Anna me disse "Sempre foste aquela que se destacou na turma por teres pinta para direito." Nunca pensei que fosse assim. Nunca pensei que os outros olhassem para mim e através da forma como falo ou ajo percebessem aquilo que eu demorei tanto tempo para perceber.
Se algum dia serei ou não advogada? Se algum dia ou não entrarei numa universidade? Se algum dia ou não mudarei a minha opinião? Não sei. Não sei mesmo. Mas até lá sei que esta é ainda a minha escolha, que esta sempre foi, na cabeça dos outros, a profissão ideal para mim, e que foi este futuro que me permitiu perder a vergonha de falar em público. Porque era isto que queria desde sempre e nunca soube.

29 comentários:

  1. É óptimo saberes isso pois assim tens um objectivo a concretizar :) um dia ainda vou ouvir falar da minha amiga Roxy: a Advogada implacável :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. r: tenho a certeza de que se realmente fores vais ser muito feliz a exercer advocacia e isso é o mais importante: sermos felizes a fazer o que temos de fazer, é meio caminho andado para o sucesso :D

      Eliminar
  2. Sabias que em muitas universidades, criminologia tem muito de direito?
    Não tem nada a ver com advocacia, mas é necessário saber muito de direito por vários motivos.

    r: Eu ando numa fase... :'

    ResponderEliminar
  3. Eu quero Direito também, mas eu para advogada não dava, não tenho o à vontade de falar e defender os outros. Mas isso que tens é uma boa qualidade!

    ResponderEliminar
  4. É uma grande, grande qualidade. Eu não tenho jeito nenhum para falar em público.

    ResponderEliminar
  5. Se for algo que queres, nunca desistas de o ter :)

    ResponderEliminar
  6. Quando nos apercebemos do que queremos para nós é fantástico :D*

    ResponderEliminar
  7. Força mulher!! Se gostas e tens jeito vai em frente e luta! Nunca desistas.

    Vem fazer parte da inciativa "Blogger Christmas Wish - Solidariedade" http://missindigo.blogspot.pt/2014/12/blogger-christmas-wish-solidariedade.html

    ResponderEliminar
  8. Se é isso que queres só tens é que seguir em frente :) Força Roxy :D

    ResponderEliminar
  9. r: Sabes o que foi mesmo engraçado? Naquele dia, depois de ter dito que este natal seríamos só eu e a minha mãe? É que à noite, a minha tia ligou à minha mãe a dizer para irmos passar o natal com ela e o meu avô. Depois à noite ligou a outra tia que duvidou da palavra da minha mãe a dizer para ela lá ir ao café, como sempre fizemos. Ela disse que não ia.
    Dias depois um tio meu, que a minha mãe adora disse à minha mãe para ir, para perdoar como ele perdoou, não para esquecer e ir ao café todos os dias, mas apenas naquele dia. No dia seguinte a minha mãe foi ao café levar umas coisas da casa da minha outra tia que anda em mudanças e o marido da tia que anda de mal com a minha mãe, viu a minha mãe e agarrou-se a ela, quando ela viu já ele estava a chorar, ele só tinha chorado no funeral do filho e da minha avó! Pediu à minha mãe para lá ir no natal.
    Isto tudo sabes porquê? Porque essa minha tia, dona do café, está muito mal da vista e o médico diz que no máximo dentro de um ano fica cega, e este provavelmente será o ultimo natal que ela verá toda a família à mesa.... Se ela merece? Não sei? Se era preciso isto para ela pedir à minha mãe para lá ir? Não, mas é preciso chegar a este extremo para as pessoas darem valor. E não me refiro à minha mãe, porque ela pensaria em ir e não seria por a minha tia estar a ficar cega, mas sim por quem pediu para colccolocar as coisas de lado....

    ResponderEliminar
  10. r2: Entre autocarro e camioneta.
    Obrigada minha princesa!

    ResponderEliminar
  11. Eu também quero seguir Direito! Quem sabe não nos tornarmos colegas. :)

    ResponderEliminar
  12. E ainda virás a ser uma grande advogada! Todos nós nascemos com alguma vocação e parece-me que têm razao quando dizem que essa é a tua :')

    *Beijinhos*
    Caty<3

    http://myfairytale4.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Lutas por aquilo em que acreditas :) e ainda tens tempo de mudar de ideias. Eu mudei de ideias quando estava já universidade e foi o melhor que podia ter feito ;)

    ResponderEliminar
  14. Se é isso que queres força! :p
    Eu ainda andava à pancada com o tribunal se fosse para isso, ainda agarrava no martelo do juiz xD
    R: porquê? tu e a comida dão-se bem? xD

    ResponderEliminar
  15. Nem toda a gente tem à vontade para falar em público


    www.tarasemanias.pt

    ResponderEliminar
  16. porque não experimentas ter bolsa? :/

    ResponderEliminar
  17. às vezes só sabemos o que queremos e no que acreditamos mais tarde do que aquilo que nos fazem querer (12ºano, ou muito cedo, tipo 18/19 anos).
    r: pois, por isso é que agora tenho-o encontrado na rua, como hoje :P mas juro que não sou eu que ando a trás dele xD eheh

    ResponderEliminar
  18. r: Sim, também tens razão. Quanto mais se fala em público mais à vontade se tem.

    ResponderEliminar
  19. Espero que consigas alcançar esse sonho, por muito que isso te possa parecer impossivel! Eu estou a seguir o meu, e acredita, passei grande parte da minha vida a achar que era algo impossivel! :)

    ResponderEliminar
  20. Isso é excelente!!
    R: Gostava de acreditar, mas nem sei...

    ResponderEliminar
  21. Luta por isso, se é o que realmente queres! :D

    ResponderEliminar
  22. Isso também me acontece, mas não sei se é mesmo aquilo que quero. Se achas que é o que queres, go for it girl !!!
    R: Ainda não sei. Acho que ainda estou à espera de descobrir o meu dom ahahahah

    ResponderEliminar
  23. R: I know, I know. E eu acho que não tenho problemas nenhuns em falar com as pessoas em geral e em expor a minha opinião às mesmas. Mas a partir do momento em que sei que estou ali com o propósito de ser avaliada, e de certo modo julgada, entro em pânico. É algo que tenho de e pretendo melhorar :D

    ResponderEliminar